Você come esses alimentos? CUIDADO!

CLAUDIO AMORIM MED EMAGRECIMENTO

Você sabia que existem muitas substâncias venenosas encontradas nos alimentos que você come, mas que já foram proibidos em outros países?

Pois é. Vários produtos químicos encontrados nos alimentos que você ingere são extremamente prejudiciais à sua saúde. Muitos aditivos utilizados em alguns alimentos, sejam eles industrializados ou não, são considerados venenos e perigosos para o consumo.

Descubra agora, quais foram alguns dos aditivos de alimentos mais prejudiciais à sua saúde que levou governos internacionais a tomarem decisões enérgicas e rigorosas. Confira!

1- Alimentos que contém corantes artificiais

Doces, queijos, refrigerantes e muitos outros alimentos possuem em sua composição corantes artificiais que são feitos com derivados do alcatrão e petróleo. Tais derivados estão associados a diversos tipos de câncer como o de cérebro, por exemplo.

2- Salmão de aquicultura

A cantaxantina é um aditivo utilizado na ração fornecida ao salmão de aquicultura. Este aditivo alimentar na forma sintética traz consequências graves à sua saúde, vez que ao comer salmão de cativeiro seu organismo estará ingerindo a cantaxantina. Assim, pode lhe causar problemas de anemia, diarreia, visão e náuseas.

3- Frango com arsênico

O arsênico é comumente utilizado em medicamentos para criação de aves. Três dos quatro que eram usados foram proibidos no Brasil em 2013. Entretanto na União Europeia não é permitida a utilização de nenhum deles. Sabe por quê?

Porque o arsênico é uma substância comprovada cientificamente que é cancerígena. O Brasil é um dos 15 países que ainda aprova a utilização deste aditivo.

4- Alimentos que levam o aditivo Ractopamina

Ractopamina é um dos aditivos de alimentos muito utilizado na ração de animais, principalmente de suínos. É proibida em mais de 50 países. Já no Brasil, os maiores produtores de carne aprovam a utilização deste composto que em seres humanos, pode causar palpitações e aumento do ritmo cardíaco, segundo estudos realizados.

5- Alimentos que levam o hormônio sintético rbST

Este é o hormônio do crescimento utilizado em vacas para aumentar a produção de leite. Pesquisas feitas comprovaram que os resíduos deste aditivo encontrados no leite estão associados a:

  • Câncer de próstata e mama.

  • Infertilidade.

  • Mastite nas vacas.

  • Fraqueza muscular.

6- Alimentos que contenham olestra

A olestra nada mais é do que uma gordura acrescentada a salgadinhos prontos ou que simplesmente precisam ser aquecidos antes de consumir, como é o caso da pipoca de micro-ondas.

Este aditivo é considerado prejudicial devido acumular muitas calorias em forma de gordura em seu corpo. Ele também reduz a capacidade de seu organismo absorver vitaminas A, D, E e K, o que causa efeitos colaterais como diarreia, gases e cólica.

7- Bromato de potássio, muito utilizado na panificação

O bromato de potássio é classificado como um agente possivelmente cancerígeno aos seres humanos, de acordo com a IARC (International Agency for Research on Cancer).

No Brasil também foi proibido o uso de bromato de potássio em qualquer quantidade, assim como no Canadá, União Europeia e China. Contudo, alguns ainda insistem em utilizá-lo.

8- Alimentos que possuem os conservantes BHT (hidroxitolueno butilado) e BHA (hidroxianisole butilado)

Cereais, carnes e gomas de mascar são alguns dos alimentos prejudiciais à saúde, pois levam os conservantes BHT e BHA previstos como cancerígeno e causador de intoxicações sistêmicas.

Grande parte da Europa e Japão já proibiram a utilização destes.

9- BVO – óleo vegetal bromado

Refrigerantes contem o óleo vegetal bromado que atua como aditivo estabilizante a fim de garantir que os elementos são se separem durante o processo de sua fabricação.

O consumo de BVO a longo prazo pode lhe causar uma série de problemas como tremores, hipotiroidismo, acne, arritmia cardíaca, infertilidade, etc.

10- ADA (azodicarbonamida)

A ADA é um componente do plástico, você sabia? Mas, o que este faz na sua alimentação?

Ele é utilizado em pães pelas indústrias alimentícias, porém pode causar asma, problemas respiratórios e irritações na pele.

Diversos países proibiram o uso da ADA. No entanto, no Brasil é legalizada a utilização da azodicabonamida desde que atenda aos padrões de consumo que é de 0,004 g por 100 g de farinha.

E então? Você come esses alimentos? CUIDADO!

Busque ter uma alimentação saudável e livre dos alimentos que possuem estes compostos químicos.

E VOCÊ? Já ouviu FALAR SOBRE o MED: PROGRAMA REVOLUCIONÁRIO DE EMAGRECIMENTO DEFINITIVO!

Um forte abraço.